Ações para combater Aedes aegypti começam nesta segunda-feira, na Paraíba

0

dengueComeça nesta segunda-feira (26) e segue até o dia 30 de novembro uma série de ações para combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya. As ações fazem parte da Semana de Mobilização Estadual.

De acordo com as ações programadas, os municípios vão realizar o Dia D de mobilização no dia 30. O Dia D com ações do Governo do Estado está previsto para o dia 8 de dezembro, com abertura oficial no bairro Alto do Mateus, em João Pessoa.

A Semana de Mobilização Estadual ainda contará com ações de monitoramento e acompanhamento da situação epidemiológica e ambiental pelas áreas técnicas, mobilização e distribuição de material educativo referente às arboviroses, apoio técnico “in loco”, conforme situação epidemiológica e ambiental dos municípios, intervenção com aplicação do UBV Pesado (carro fumacê).

Segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, na última sexta-feira (21), referente ao período de 1º de janeiro a 16 de novembro de 2018 (46ª semana epidemiológica), foram registrados 11.753 casos suspeitos de dengue, sendo 1.071 descartados. Em 2017, registrou-se, no mesmo período, 4.181 casos notificados, um aumento de 181,1% das notificações suspeitas.

Houve aumento também nos casos suspeitos de zika vírus. Em 2018, foram registrados 600 casos com suspeita da doença, sendo 230 descartados. Em 2017, no mesmo período, foram registrados 244 casos, um aumento de 145,9% das notificações suspeitas.

Quanto à chikungunya, houve redução no número de casos suspeitos. Em 2018, foram 1.294 casos notificados, sendo 330 descartados. Em 2017, no mesmo período, foram 1.803 casos suspeitos, uma redução de 28,2%.

Até o dia 16 de novembro, foram registradas 44 notificações de óbitos com suspeita de causa por arboviroses, sendo 14 confirmados para dengue (quatro em Campina Grande, três em Coremas, duas em Juazeirinho, um em Sapé, um em Aroeiras, um em Baraúna, um em Barra de Santa Rosa e um em Aparecida), três confirmados para Chikungunya (em Pedras de Fogo, Bayeux e Juazeirinho, um em cada município) e dois confirmados para zika, sendo um em Campina Grande e um em Queimadas. Seis estão sendo investigados e 19 foram descartados.

Share.

Leave A Reply